Vida, pensamento e luta: exemplo que se projecta na actualidade e no futuro

Soberania e independência

Artigos Relacionados

Integrada nas comemorações do centenário do nascimento de Álvaro Cunhal, realizou-se no dia 1 (Dia da Restauração da Independência) uma sessão pública sobre a Soberania e a Independência Nacionais no pensamento e na acção de Álvaro Cunhal. A iniciativa, na qual participaram cerca de duas centenas de pessoas, contou com as intervenções de Jerónimo de Sousa e muitos outros dirigentes e militantes comunistas, e outros que o não são, que abordaram diversos aspectos relacionados com esta temática, central para a luta pela emancipação social. Aliás, disse-se na sessão, o carácter simultaneamente patriótico e internacionalista da luta dos comunistas não só não é contraditório como é complementar.

Aliás, na história de Portugal, há muito que são as classes e camadas populares a identificarem-se com a soberania e independência do País, ao passo que as classes dominantes sempre encontraram na submissão a potências estrangeiras uma forma de sustentar o seu poder: foi assim em 1383-85; foi assim durante o domínio filipino; foi assim na submissão a Inglaterra; foi assim durante o fascismo.

Nas várias intervenções proferidas, falou-se da integração capitalista europeia - e de como a cada medida federalista corresponde um passo mais na exploração e empobrecimento dos trabalhadores e dos povos -, de agricultura, de ciência e investigação, entre muitos outros temas que, no fundo, compõem a problemática de fundo ali debatida: a soberania e a independência nacional.

Il est arrivé à Bunker Hill canton, Juin, et l'un de ses habitants les plus prospères est devenu. discount levitra online viagra https://www.levitradosageus24.com/